Melhor banda country do país, Texas Hammer lança terceiro álbum em apresentação especial

Show acontece no dia 10 de setembro, no Texas Ranch, casa de shows de São Bernardo do Campo (SP)

texashammer_lanctoCD

A Texas Hammer, considerada a melhor banda country do Brasil, lança seu terceiro CD, o álbum “Estações”, nos próximos dias. Para este lançamento oficial, os “brutos” farão uma apresentação especial no sábado, 10 de setembro, na casa de shows Texas Ranch, em São Bernardo do Campo (SP), cidade que sempre acolheu a banda com muito carinho e onde se encontra um grande número de fãs da Texas.

O show contará com um repertório especial, recheado de surpresas, desde os clássicos do country americano até as canções inéditas de “Estações”, passando por grandes sucessos dos cinco anos de trajetória da banda.

O público que comparecer ao show receberá um exemplar do novo álbum, que chega com o objetivo de provar a maturidade da banda.

O CD “Estações”

Que a Texas Hammer tem em seu DNA a mais pura música country, ninguém que já ouviu pelo menos uma canção da banda tem dúvida. Dada a expectativa gerada a cada lançamento dos “brutos”, a pergunta que fica no ar se resume àquilo que os cinco componentes podem proporcionar de novidade para o mercado do gênero e da música em geral, por vezes tão saturado e carente de qualidade.

“Estações”, terceiro álbum da Texas, vem para responder essa questão. O CD mostra a evolução natural de uma banda formada há apenas cinco anos, mas que consegue trazer ao público brasileiro um country atual, com a vibração característica e, o que é muito importante, sem distorções.

Totalmente autoral, o álbum vem ratificar a personalidade da Texas Hammer, que não se apega a rótulos, sempre inova em arranjos e continua a apostar em letras fortes e com conteúdo. E mais uma novidade aqui: as 10 faixas, todas inéditas, são divididas em grupos, representando as estações do ano.

“Mais que um Amor Passageiro” (Fabio Fruet/Guto Viegas) é a primeira delas, abrindo a primavera, que tem como característica o florescer, época mais colorida do ano. A canção narra a decisão de ousar, mudar, deixando um amor que já não existe mais para que um novo possa surgir. Esse clima de esperança que sempre renasce, presente nesta estação, também é a tônica de “Ser o Melhor” (Emerson Santos), uma mensagem de otimismo e confiança no potencial que cada um carrega dentro se si. “Improvável” (Guto Viegas), que fecha o ciclo, traz a história de um amor que desabrocha de forma surpreendente, assim como as flores da estação.

No verão, as temperaturas se elevam e os dias são mais longos. “Ela é Diferenciada” (Guto Viegas) acompanha essa mudança repentina e, com arranjos mais pesados, além da presença marcante da guitarra, bateria e o violino inconfundível de Everton Beneducci, conta a história de uma musa típica deste clima quente que chega e mexe com os hormônios de todos. Não faltam também o bom humor e ironia sempre presentes na época, retratados com perfeição em “Esse é o Cara” (Guto Viegas/Emerson Santos). A letra fala de um sujeito durão, que acredita ser o centro do universo, mas não se dá tão bem em algumas situações do cotidiano. Na dançante “Curta o Momento” (Emerson Santos/Julyver), vem o convite para uma experiência que só poderia ser completa, teoricamente,  nesses 90 dias mais quentes do ano.

Estação marcada por tons de cinza, o outono traz como característica a renovação. As folhas que caem das árvores e a temperatura mais amena nos levam a um estado de reflexão e introspecção. “Sonho Bom” (Emerson Santos/Julyver) e “Não Olhe pro Passado” (Emerson Santos/Julyver) nos remetem a essas atitudes ou sentimentos que viraram símbolos da estação.

Apesar do frio intenso, o inverno também tem seu inegável charme. Em seus dias mais curtos e noites mais longas, o romance (às vezes correspondido, outras não) está no ar. Aqui se encaixam a balada “Ainda Sou Eu” (Guto Viegas) e “Está Vazio Sem Você Aqui” (Emerson Santos/Everton Santos),  a primeira música a ser trabalhada no álbum, ainda antes do lançamento. A faixa, que ganhou um belo videoclipe,  caiu rapidamente no gosto do público e virou uma das mais pedidas nos shows da banda.

A ideia inovadora (diga-se de passagem) na distribuição das faixas, acaba escancarando o ecletismo presente no trabalho. Assim como as estações do ano, que têm características distintas porém se completam, as canções mostram a maturidade da Texas Hammer como banda. Guto Viegas, um dos vocais e responsável pela produção musical dos “brutos”, dividiu com todos os parceiros a tarefa de escolher as músicas e definir os arranjos. Cabeças que pensam, naturalmente, de formas diferentes, mas que chegaram a um denominador comum que resultou num trabalho extremamente rico. “Nesse disco fizemos com que a banda soasse vigorosa, da mesma forma que soa ao vivo no palco”, explica Guto.

A experiência é facilmente confirmada na primeira audição de “Estações”. A sonoridade alcançada e o repertório diferenciado selecionado pela banda chegam a surpreender até os mais céticos. Everton Beneducci aponta um dos motivos desse resultado: “Os arranjos foram feitos de maneira cuidadosa e, ao mesmo tempo, livre. Ninguém seguiu uma ‘cartilha’, seja na hora de colocar voz ou tocar seus instrumentos. Essa liberdade foi determinante para que a Texas consolidasse sua identidade musical no álbum”.

A mixagem, outro diferencial nesta nova empreitada,  segue referências daquilo que se faz atualmente em Nashville, meca da música country, e potencializa as principais características sonoras da banda. “Todos os integrantes deixaram sua marca pessoal nesse trabalho e acredito que as pessoas vão entender isso quando ouvirem o disco. A mixagem, por outro lado, é a melhor que já tivemos até aqui”, coloca Henrique Regiani.

O incrível ecletismo do CD acabou sendo “descoberto” na fase final da produção. “Depois de compormos as canções, selecionarmos o repertório, montarmos os arranjos e colocarmos voz, percebemos que tínhamos um trabalho com diferentes momentos. Tínhamos nas mãos desde um country rock, mais pegado, passando pelo country tradicional, até baladas mais leves. Então surgiu a ideia de agrupar esses momentos nas estações, de acordo com suas características. Isso mostra a diversidade e riqueza deste projeto”, afirma Fabio Fruet.

Opinião compartilhada por Emerson Santos, que assina algumas das letras de “Estações” e divide os vocais com Guto Viegas. “Fica difícil apontar um estilo apenas para algo que soa de um jeito muito, mas muito peculiar. Musicalmente falando, não acredito que esse CD tenha um rótulo. É simplesmente música da melhor qualidade”, ressalva Emerson, que não ganha tempo para completar o raciocínio de forma solitária. “Simplesmente Texas Hammer!”, completam os cinco, juntos, em uníssono, dando mais uma prova da harmonia que envolve o grupo nesse momento ímpar de sua história.

Sobre a Texas Hammer

Com apenas cinco anos de formação, a Texas Hammer já se tornou referência no país, e também internacionalmente, no segmento da música country. Composta por cinco conceituados e respeitados músicos, a banda tem como proposta apresentar um tipo diferenciado de música, rico na parte instrumental e com mensagens positivas em suas canções.

Guto Viegas (voz/violão/guitarra/teclados), Emerson Santos (voz/guitarra/banjo/pedal steel/dobro),  Everton Beneducci (violino/mandolin/voz), Henrique Regiani (contrabaixo) e Fábio Fruet (bateria) começaram a trajetória em grande estilo: o show de lançamento aconteceu no palco do Barretão 2011, maior festa do peão da América Latina.

Depois de lançar dois álbuns, e ganhar reconhecimento nacional, surgiu o convite para se apresentar nas cidades de Lima e Oxapampa, no Peru. Em Oxapampa, a Texas Hammer representou o Brasil num dos  principais festivais de música country da América Latina, o “Oxapampa Country Fest”, sendo aclamada pela organização e público como a melhor banda a subir no palco. Detalhe: em todas as edições que aconteceram até aquele momento.

Agora a Texas Hammer, eleita como uma das melhores bandas da América Latina, lança o seu terceiro álbum, “Estações”, que já se encontra nas lojas de todo o país.

SERVIÇO

Show de lançamento do terceiro CD da Texas Hammer, “Estações”

Local: Texas Ranch, R. Carlos Olavo Vicentini, KM 18 da Rodovia Anchieta, São Bernardo do Campo (SP)
Horário: A partir das 22h
Ingressos: R$ 30,00 (com direito a um CD da banda por pagante)
Informações: contato@texashammer.com.br

1/9/2016

Carlos Guerra / Assessoria de Comunicação

BannerSertanejaApp_720x90px

Sobre o autor /


Veja também

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Porteira Brasil Comunicação

Assessoria de comunicação especializada no meio artístico, a Porteira Brasil Comunicação também é responsável por um dos sites de notícias e matérias diárias sobre o mundo sertanejo mais conhecidos do mercado.

CONTATO:

carlos.guerra@porteirabrasil.com.br

SUGESTÂO DE PAUTA:

pauta2@porteirabrasil.com.br