Coluna do Eugênio José: novo presidente do rodeio de Colorado Marcelo Sichieri fala sobre a 42ª Festa do Peão

eugeniojose-head

Aos 26 anos, Marcelo Ribeiro Sichieri, tem o desafio de comandar a maior Festa do Peão do Sul do Brasil. Pecuarista, apaixonado por rodeio e um dos maiores entendedores de touros de rodeio, Marcelo que desde pequeno viu tudo acontecer e crescer na Festa do Peão, já foi diretor de marketing, diretor do rodeio e agora preside da tradicional, renomada e desejada Festa do Peão de Colorado, o evento acontece de 11 a 20 de março. Confira entrevista:

Nós que temos uma proximidade, sabemos que esse sempre foi seu sonho. Agora que virou uma realidade. Chegar a ser um pesadelo com tantas responsabilidades?

As pessoas que me conhecem sabem que ser presidente da Festa do Peão de Colorado, sempre foi meu sonho, mas, não esperava realizar ele tão cedo. Deus me iluminou e mostrou que era o momento certo e está sendo tudo maravilhoso.

A responsabilidade é grande sim, eu sei o tamanho da festa, mas a comissão tem me ajudado muito, ninguém faz o rodeio sozinho, sou apenas uma peça, e todos estão dedicados para a ajudar e realizar a festa, e isso faz com que minha base seja forte. Não estou com medo, estou confiante, me apego muito a Deus, nossa equipe é boa, tenho amigos que me apoiam. Devo muito a essa comissão e estamos prontos para realizar a 42ª Festa do Peão de Colorado.

Qual o maior desafio para um presidente. Contratar ou fazer tudo andar?

O maior desafio de um presidente é fazer tudo andar, as contratações, boa parte delas eu já vinha fazendo e participando nos últimos anos.

O mais difícil é fazer tudo andar como a gente gostaria que fosse, esse é o desafio. O que ajuda é que, a maioria dos contratados já sabem o que tem que fazer, isso contribui muito para tudo ande da maneira que precisa ser feito.

Sabemos que seu avô (Adair Ribeiro) e seu pai (José Américo) são suas escolas, com eles que você aprendeu tudo. Com certeza ouviu muitos ‘nãos’ deles. Hoje como presidente você consegue compreender o que eles queriam lhe mostrar lá atrás?

Não há dúvidas que eles foram e são meus mestres. Eu entendo os “nãos” que recebi, porém, sou novo e tenho ideias novas, sei que é um ano difícil, porém, acredito que temos que arriscar também, a Festa do Peão de Colorado é grande, e temos que mostrar nossa força, não podemos ter medo e não andar para trás. Idealizar coisas novas, e colocar em prática. Claro que, sempre ouço eles, meu pai e meu avô.

Fale um pouco sobre a programação da primeira e segunda semana de Colorado na parte de montarias.

A primeira semana, vamos voltar a disputa entre equipes, só com montarias em touros, na segunda semana, rodeio em touros e cavalos no estilo Cutiano. No rodeio em touros, competidores da Ekip Rozeta e Rancho Primavera, e nossos convidados. Também na segunda semana, a partir da sexta-feira, 18, três tambores com a participação a ANTT – Associação Nacional dos Três Tambores.

Quantas boiadas e tropas e quantas montarias nas modalidades Cutiano e Touro?

Não fechamos tudo, mas o projeto é doze ou treze boiadas e quatro a seis tropas. Ainda estamos estudando o que tem e o que está se desempenhando melhor no mercado. Queremos trazer qualidade para nossa arena, essa é uma das nossas principais caraterísticas. Serão quarenta montarias em touros e trinta em cavalos estilo Cutiano na segunda semana.

 

No rodeio ano passado tivemos um número recorde de boiadas, porém as notas 90 não vieram como se esperava. Haverá mudança neste setor? (Boiadas)

Em 2015, foi um ano complicado nessa parte, eu era o diretor de rodeio, contratamos um número grande de boiadas. Faltando um dia para o rodeio, uma boiada foi vendida, e outra por um problema acabou não comparecendo. A gente esperava um rodeio mais notas acima de noventa pontos e isso não aconteceu. A final foi meio decepcionante para mim, foi até um choque, fiquei chateado, eu gosto de tudo perfeito, esperava uma final melhor, mas minha vontade não é nada diante da vontade de Deus. Aprendi muito com a decepção do ano passado, porém, não vamos recuar, vamos investir mais em boiadas e vamos mostrar porque colorado é a capital do Rodeio no Paraná e estamos trabalhando para ser melhor do que 2015.

Os shows são algo que não vão sair do rodeio, estão sempre juntos. E hoje, você que é um entendedor de touros e cavalos, tem que monitorar o mercado. Quais foram as bases para contratar os shows. Pode se dizer que foi um misto de novidades com a realidade? 

A Festa do Peão tem sua fama pela junção de vários atrativos e uma delas é o show. Acho importante o casamento montarias e shows.

É muito complicado, temos um nome bom, por sermos a capital do rodeio no Paraná, o maior rodeio do Sul do Brasil, as pessoas esperam uma grade de shows maior, porém temos que voltar e observar nossa realidade econômica, o tamanho da cidade e até mesmo o tamanho do parque que, por ser fixo tem suas limitações e claro, os grandes artistas são muito caros. Em contrapartida a gente investe alto para ter um rodeio diferenciado. Procuramos casar custos, com cantores que estão em alta, observamos os estilos, é muito difícil agradar todo mundo.

Acredito que muitas pessoas queriam te fazer esta pergunta. Porque não traze em Colorado cantores como Wesley Safadão e Jorge e Matheus?

Há muitas críticas por não trazemos estes dois que acreditam que estão e alta. O principal problema o que as pessoas não têm conhecimento é a agenda, cantores assim tem as datas vendidas com muita antecedência. O segundo problema é na questão de custos, cantores nesse nível podem custar para uma festa até meio milhão de reais dependendo a data. Fica totalmente fora da nossa realidade. Esse custo teria que ser repassado para os ingressos, sabemos as condições da nossa região, mesmo assim sempre procuramos trazer o melhor para o nosso público

Quais serão os shows em Colorado este ano?

Dia 11, Maiara & Maraísa, dia 12 Henrique & Diego e Breno Reis & Marco Viola. Na segunda semana, dia 18 Zezé Di Camargo & Luciano, dia 19 Bruno & Barreto e Fiduma & Jeca, dia 20 Mato Grosso & Mathias. Estamos definindo ainda shows para dia 17, que será entrada franca e os shows do palco dois.

Quando se é um diretor, muitas vezes via que você queria fazer algumas mudanças e não tinha como fazer, sem a aprovação de cima. Hoje que você está em cima (presidente) é possível fazer?

Por vários anos fui diretor de rodeio, outros trabalhei na parte de marketing e, as vezes queríamos mudar alguma coisa e era complicado as pessoas que estão acima entender.

A internet foi uma delas, hoje a internet está sendo uma revolução no rodeio, eu e você (Eugênio) começamos esse projeto lá em 2008 visando um futuro e olha hoje quantas pessoas trabalham aqui em Colorado nessa função. As vezes as comissões mais antigas têm dificuldade de entender e aceitar a internet, não foi diferente aqui, mas aos poucos fomos mudando isso. Eu sei o potencial que a internet tem, quero investir, melhorar algumas coisas, sem deixar de lado a tradição e nossas raízes, podemos alcançar mais pessoas, podemos melhorar, há um espaço para crescimento e quero preencher ele.

Colorado mantém um padrão fidelidade em contratações e forma de trabalhar. Mas teremos alguma novidade no quesito contratação ou até mesmo na estrutura do parque?

Todos que trabalham e visitam sabe nosso estilo de trabalho padronizado, mas este ano quero colocar alguns planos em prática.

A principal mudança será um Área VIP, está em andamento e acho que via dar certo. Algumas mudanças no visual, estamos tentando melhorar, sei que tudo barra em custos, mas vamos tentar mudar alguma coisa sim.

O que o público pode esperar da 42ª Festa do Peão de Colorado?

Quem gosta de rodeio, não pode perder a Festa de 2016, estou me dedicando junto com a comissão para dar o máximo. Estamos trazendo o que tem de melhor no mercado. Sou o muito perfeccionista, quero sempre melhorar, e acredito que teremos boas surpresas. Estou muito confiante. Vamos fazer o melhor para aqueles que pagam o ingresso: O público. Esperamos todos vocês de 11 a 20 de março em Colorado (PR).

Mais informações no site www.coloradorodeio.com.br

27/1/2016

 

*Eugênio José é comentarista e colunista de rodeios. Presta assessoria para os rodeios de Colorado, Jaguariúna, São José do Rio Preto. No 12º Country Bulls de São José do Rio Preto, em 2008, fez a primeira transmissão em tempo real, colocando minuto a minuto tudo o que acontecia na arena, notas, comentários, fotos, etc. Em 2009 atuou como diretor de rodeio e comentarista no IPR “OPEN” World Finals em Chihuahua, no México, e ganhou prêmio “Os Melhores do Rodeio 2009″ promovido pelo site Rodeio Nacional como melhor colunista. É colaborador do site Porteira Brasil.

Visite o site: www.eugeniojose.com.br

Contato: contato@eugeniojose.com.br

Por Eugênio José – contato@eugeniojose.com.br

TT: @eugeniojose

Foto: Fernando César “Nox”

 

 

Tagged with:     , , , , ,

Sobre o autor /


Veja também

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Porteira Brasil Comunicação

Assessoria de comunicação especializada no meio artístico, a Porteira Brasil Comunicação também é responsável por um dos sites de notícias e matérias diárias sobre o mundo sertanejo mais conhecidos do mercado.

CONTATO:

carlos.guerra@porteirabrasil.com.br

SUGESTÂO DE PAUTA:

pauta2@porteirabrasil.com.br